Caio Henrique Salgado

O conselheiro Sebastião Tejota, relator da Saúde no Tribunal de Contas do Estado (TCE), defende que a compra de vacinas contra a Covid-19 está acima de qualquer debate “orçamentário e fiscal” ou da forma de distribuição das doses. “Tem de comprar. Essa que é a prioridade. Se vai entregar para o governo federal ou se vai distribuir por aqui, isso é irrelevante”, diz ele, que é responsável pelo acompanhamento das ações de combate à pandemia, incluindo o processo imunização no Estado, e decidiu constituir uma equipe técnica para acompanhar as aquisições. Em um contexto onde aliados e opositores questionam a intenção do governador Ronaldo Caiado (DEM) de destinar as doses que serão adquiridas ao Plano Nacional de Imunização, Tejota defende que “ações isoladas” não adiantam e que a solução é passar por medidas coordenadas entre os entes federativos. “A pandemia está aí, não tem jeito de fugir. E não adianta nada vacinar aqui se o vizinho não vacinar também. Daqui a pouco volta tudo.” O conselheiro completa dizendo que esse é seu “sentir como cidadão”. “Não estou falando como conselheiro porque não posso antecipar decisão do tribunal e não existe fato concreto ainda. Só depois do fato concreto, que ele comprar a vacina, que vamos nos posicionar”, finaliza.

Mãos atadas

Apesar do desconforto de deputados estaduais, na Assembleia Legislativa a avaliação é a de que a única alternativa para reverter a ida de vacinas par a outros Estados é o convencimento.

É o jeito

Caiado disse na reunião com prefeitos da Região Metropolitana que consultou ministros do STF e não existe outro caminho a não ser entregar as doses da vacina em distribuição proporcional.

Porta fechada

O Paço Municipal tem se deparado com dificuldades de negociar doses de vacina. Mesmo com a decisão do STF, laboratórios não têm dado abertura para prefeituras.

Realidade

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), nos bastidores, sempre resistiu ao fechamento das atividades. No entanto, diante dos números da pandemia, a decisão foi inevitável.

Mais uma

Ao conceder liminar a favor do Pros em ADI que questiona a reeleição na Assembleia do Maranhão, Alexandre de Morais defendeu que os membros das mesas diretoras só podem ser reconduzidos uma vez. O advogado Bruno Pena diz que a decisão “a princípio” favorece o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB). “Precisamos ver a posição do plenário do STF.”

Estreia

A Prefeitura de Goiânia deferiu os primeiros 48 pedidos de adesão ao Renda Família. O detalhe é que todos eles foram submetidos por mulheres. Os cartões serão entregues a elas na semana que vem. A previsão inicial era de que isso acontecesse pelas mãos do prefeito Rogério Cruz. A ideia foi abortada por conta do fechamento das atividades.

Falta assinar

O contrato da Prefeitura de Goiânia com a Alelo, que gerenciará os cartões do Renda Família, deve ser assinado no início da semana. Os R$ 43,2 milhões serão integralmente revertidos em crédito para beneficiários do programa.

Ilustrado

Banco em formato de livro em Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia (Foto: Diomício Gomes / O Popular)
Pergunta para:
Márcio Andrade | Presidente do Sindiposto

Motoristas reclamam do preço do combustível. Como reduzir?

Há anos não existe aumento de ICMS em Goiás. Se a política de preços da Petrobras, por outro lado, continuar assim, a gasolina vai continuar encarecendo. Pode zerar os impostos, mas a gasolina continua a subir porque está atrelada ao dólar. Com a desvalorização do real, só vai aumentar. Está nas mãos do presidente Jair Bolsonaro.

Arremate:

Recuo - Autor da denúncia apresentada ao Ministério Público contra a privatização da Celg GT, Gerson Elias Rosa da Silva chegou a protocolar ação na Justiça com o objetivo de barrar a venda.

Já era - O acionista minoritário argumentou no requerimento de desistência que a privatização já tinha sido autorizada em assembleia.

Financiamento - A Câmara Deliberativa do Conselho de Desenvolvimento do Estado aprovou R$ 21,2 milhões do Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO) para a modalidade rural.

Destino - Segundo a Secretaria Estadual de Agricultura, os recursos contemplam 27 cartas-consulta, com expectativa de geração de 40 novos empregos diretos no Estado.

Escolha seu assunto favorito.
E-mail registrado com sucesso!
A partir de agora você receberá seus assuntos preferidos por e-mail.

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários