Marcos Nunes Carreiro

Estado gastou, em média, R$ 6,1 milhões com pensões especiais de janeiro a julho

O Estado de Goiás gastou, de janeiro a julho deste ano, uma média de R$ 6,11 milhões com o pagamento de pensões especiais, destinadas a quem tem renda inferior a um salário mínimo e é portador de necessidades especiais ou doença e tiver prestado “relevantes serviços ao Estado” ou a “determinada comunidade local” e não fizer “jus a proventos de aposentadoria ou pensão a expensas do erário estadual ou municipal.” Vítimas do acidente com o césio 137 e anistiados políticos ou seus descendentes também têm direito ao benefício. No mesmo período de 2018, o gasto médio com esse tipo de pensão, que é pago diretamente pelo Tesouro Estadual e não pela Goiasprev, foi de R$ 5,77 milhões. O gasto total do Estado com Previdência, até julho, foi de R$ 2,92 bilhões, quase 9% a mais que no mesmo período do ano passado, quando ficou em R$ 2,68 bilhões.

Para esclarecer

O presidente da Goiasprev, Gilvan Cândido, está fazendo apresentações sobre a Previdência estadual aos Poderes. A pedido do governador Ronaldo Caiado (DEM). Só falta a Assembleia Legislativa.

Depois

A apresentação no Legislativo seria feita nesta semana, mas, devido aos projetos de interesse do governo a serem votados na Casa - PEC da Educação e permissão para acesso aos depósitos judiciais -, foi adiada. A nova data ainda não foi marcada.

De volta à cena

O ex-deputado Fábio Sousa (PSDB) diz que está “estudando seriamente” convite feito pelo Cidadania (antigo PPS) para que seja candidato a prefeito de Goiânia na eleição de 2020.

Ordem judicial

Projeto do governo enviado à Assembleia concede 5% de acréscimo salarial a policiais civis por adicional noturno reconhecido pela Justiça. O projeto não apresenta impacto financeiro.

Reação

Do secretário de Governo, Ernesto Roller, sobre entrevista do ex-governador José Eliton (PSDB), publicada ontem pelo POPULAR: “José Eliton busca protagonismo, tentando ocupar um espaço deixado no PSDB por Marconi Perillo (ex-governador). Fala que seu governo tinha norte. Só se sua bússola apontar para o fundo do poço”.

Evitando conflitos

Ausente do Alego Ativa em Luziânia, no sábado (31), Wilde Cambão (PSD) diz que não boicotou o evento. “Não queria provocar mais atrito. Talvez os métodos não tenham sido os mais republicanos, mas respeito.” Já havia reclamado da tribuna que o evento seria feito para Diego Sorgatto (PSDB). São pré-candidatos à prefeitura da cidade.

Facilita aí

Deputados avaliam que, se o governo atender a parte das reivindicações feitas pelo Sintego, sobretudo o pagamento do piso salarial, fica mais fácil aprovar a PEC que reduz a vinculação para a Educação. A questão, porém, ainda é alvo de debate no governo.

Não adianta avisar

Não adianta avisar - Apesar da placa informando da proibição de jogar lixo e entulho na Avenida João Leite, no Setor Santa Genoveva, em Goiânia, moradores insistem em deixar o local sujo. (Foto: Douglas Schinatto / O Popular)
Pergunta para: Vanderlan Cardoso

Senador pelo PP

A PEC que permite acesso aos fundos constitucionais pelos Estados tem condições de aprovação no Senado?

Difícil. Os fundos foram criados para incentivar o crescimento das regiões. A partir do momento em que se tira 33% disso para que Estados invistam em infraestrutura, foge do objetivo. Quando se atrai empresas através dos fundos, gera-se emprego, renda e impostos. Mexer nisso é um tiro no pé.

Arremate:

7 de setembro – Serão abertas hoje, em Goiás, as comemorações da chamada semana da pátria, devido aos 197 anos de independência do Brasil. O evento começa às 7h30, na Praça Cívica.

Rotativo – O governo enviou à Assembleia projeto que cria fundo para a secretaria de Esporte e Lazer. São R$ 40 mil para “despesas de pequena monta.”

Metas – Está previsto no Plano Plurianual o desenvolvimento de 36 programas para alcance de metas dentro dos chamados eixos estratégicos do governo.

Inclusão – Um deles é o “Somos todos iguais”, que trata da inclusão e convívio social a partir de indicadores de vítimas de lesão corporal LGBT e negros e de taxas de feminicídio.

Escolha seu assunto favorito.
E-mail registrado com sucesso!
A partir de agora você receberá seus assuntos preferidos por e-mail.
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários