Apesar de liminares, Estado tira R$ 623,6 milhões de reserva para pagar dívidas

Apesar de duas liminares concedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – uma em junho e outra em julho –, que permitem ao Estado protelar o pagamento de parcelas referentes a oito contratos com o aval da União, o Estado de Goiás tirou R$ 623,6 milhões de sua reserva de contingência para pagamento…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários