O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, atribuiu à agenda pesada e ao cansaço a decisão do presidente  Jair Bolsonaro de cancelar pronunciamento conjunto no Fórum Econômico Mundial, em Davos. O presidente participaria de coletiva de imprensa com os ministros Sérgio Moro (Justiça), Paulo Guedes (Economia) e Ernesto Araújo (...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários