O garçom brasileiro que serviu Jair Bolsonaro, o chefe da Secom, Fábio Wajngarten, e um grupo de pastores em uma churrascaria de Miami, no último domingo (8), está com suspeita de ter contraído o novo coronavírus, noticiou o site Metrópoles, nesta quinta-feira (12). Franklin Oliveira chegou até mesmo a tirar uma foto com o presidente na ocasião.

Conforme informações do portal de notícias, Franklin foi ao hospital Jackson Memorial após sentir alguns sintomas da doença, entre dores físicas e tosse seca.

Em vídeo publicado pelo repórter Guilherme Waltenberg, Franklin Oliveira diz que achou “interessante” fazer os exames após a confirmação de que Fábio Wajngarten teve teste positivo para o vírus.