Segundo informações do Ministério Público de Goiás (MP-GO), empreiteiras pagavam valores indevidos a fiscais responsáveis pelas medições de obras da antiga Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop). Servidores da estatal e empresários do ramo da construção civil são alvos de 21 mandados de busca e apreensão, por meio da Operação Old School, deflagrada n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários