A Fiocruz informou ao Estadão que emitiu um laudo de covid-19 atribuído ao presidente Jair Bolsonaro - sem CPF, RG, data de nascimento ou qualquer outra informação que vincule o documento ao chefe do Executivo - considerando uma solicitação “advinda do gabinete da Presidência da República”. A defesa de Bolsonaro tem sustentado que usou codinomes para que os laboratórios n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários