O direito de membros do Judiciário e Ministério Público a mais de 30 dias de férias remuneradas anuais custa ao menos R$ 56 milhões aos cofres públicos por ano. Esse foi o valor pago a juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e a procuradores e promotores de Justiça do Ministério Público de Goiás (MP-GO) por duas ou mais férias em 2018. O...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários