As cidades que possuem Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) precisam oferecer, até novembro, plano complementar aos servidores públicos que recebem acima do teto do INSS (R$6,4 mil). Além do Estado, 170 municípios estão nessa situação quanto à obrigatoriedade imposta com a reforma de 2019. Para estudar saídas, foi criado um grupo de trabalho interinstitucional, por iniciativa ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários