O deputado Daniel Silveira (PSL-SP) tem um buraco na lista de sessões do plenário da Câmara às quais compareceu que começa em 19 de fevereiro. Ele participou dessa sessão já preso. Foi quando a Câmara confirmou que ele continuaria detido. Em 14 de março o deputado passou para prisão domiciliar. Graças ao sistema de votação remota...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários