O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) instaurou reclamação disciplinar contra o desembargador Paulo Rangel, do Tribunal de Justiça do Rio, por negócio firmado com um empresário preso por desvios na Saúde fluminense. O desembargador foi o voto decisivo no julgamento que concedeu foro ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e tirou a investigação das “rachadinhas” d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários