Um dia após a expulsão do deputado federal Alexandre Frota (SP) do PSL, o líder do partido na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir, negou que o partido seja intolerante ou intransigente. Segundo o goiano, as divergências são naturais e ocorrem inclusive no âmbito pessoal ou familiar. "A gente não pode ser intransigente, querer puritanos no PSL. Se não, vamos virar ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários