Um dia após a expulsão do deputado federal Alexandre Frota (SP) do PSL, o líder do partido na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir, negou que o partido seja intolerante ou intransigente. Segundo o goiano, as divergências são naturais e ocorrem inclusive no âmbito pessoal ou familiar. "A gente não pode ser intransigente, querer puritanos no PSL. Se não, vamos virar ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários