O líder do PSL, Delegado Waldir (GO), demitiu na sexta-feira, 30 de agosto, um de seus assessores por ele ter sido preso sob acusação de ter recebido R$ 100 mil para liberar uma carga roubada. Ex-oficial da Polícia Militar de Goiás e delegado, José Maria da Silva foi preso temporariamente por cinco dias. De acordo com o site G1, ele está entre os quase 100 presos em ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários