Com dívida de R$ 1,45 bilhão em precatórios, o Estado de Goiás tem feito repasses mensais de 1% para pagamentos e não tem planos de tentar obter empréstimo junto ao governo federal, em carona na decisão judicial que favoreceu o Maranhão.Apesar das dificuldades financeiras do Estado e da obrigação constitucional de pagar todo o passivo até dezembro de 2024, a Secretaria...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários