Lembrada como uma crise institucional de dimensão comparável à atual, do governo Jair Bolsonaro, a demissão do então ministro do Exército, Sylvio Frota, em 1977 pelo presidente Ernesto Geisel foi um marco dos anos finais da ditadura militar. O choque entre os dois generais naquele ano opunha as duas principais alas do regime: a política da abertura "lenta, gradua...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários