A psicóloga Marina Morabi, professora da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC), mestre em Psicologia e especialista em Psicologia da Saúde e Hospitalar e em Psicologia Clínica, explica que em casos como de Maguito Vilela há um processo de identificação-projetiva que comove parte dos eleitores. “Há uma identificação porque projeta-se na sua vida, envolve sua pró...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários