A possível filiação ao PSDB do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, hoje no DEM, fortalece a ala de João Doria no tucanato, mas tem potencial para acirrar divisões no partido e até prejudicar eventual candidatura do governador paulista à Presidência da República em 2022. Entre aliados de Doria, a migração de Garcia ao PSDB é dada como certa e está prevista p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários