A liminar do ministro Gilmar Mendes, na quarta-feira (19), em ação proposta pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) vai levar a Secretaria de Economia de volta ao ponto inicial do processo de negociação do ajuste fiscal do Estado, iniciado logo após a posse do governador Ronaldo Caiado (DEM) em 1º de janeiro.

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários