Com a alteração nas regras do Imposto de Renda (IR) aprovada na Câmara dos Deputados nesta semana, os cofres dos municípios goianos devem perder, ao todo, R$ 360 milhões por ano. Isso ocorre porque a base de cálculo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), uma das principais fontes de receita das cidades, é formada pelo IR e pelo Imposto sobre Produtos Industrializado...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários