A oposição ao prefeito Iris Rezende (MDB) conseguiu aprovar ontem, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma emenda que estabelece que o procurador-geral de Goiânia deverá ser escolhido entre os funcionários de carreira do próprio município e não mais ser indicado livremente. O trecho foi acrescentado a uma lei do Executivo que regulamenta a atividade de procuradores...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários