A Caoa deve ser uma das empresas beneficiadas pela transferência de três terrenos do governo estadual para a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), o que depende de aprovação de projeto que tramita na Assembleia Legislativa. O presidente da Codego, Renato de Castro, esteve ontem na sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa para prest...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários