Dois anos depois de condenar o padre Luiz Augusto Ferreira da Silva a devolver R$ 1,3 milhão aos cofres públicos, o Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) revogou a condenação em sessão na tarde desta quarta-feira (3). O julgamento ocorreu em recurso protocolado pela defesa, com relatoria do conselheiro Edson Ferrari, que pediu a substituição da condenação por t...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários