A proposta de criação de 121 cargos comissionados na Câmara de Goiânia, feita pela nova direção, comandada por Romário Policarpo (Pros), é inadequada no momento de crise e preocupação com equilíbrio das contas públicas em todo o País. Se precisa qualificar os trabalhos dos vereadores e das comissões e modernizar o Legislativo goianiense, seria mais correto que a direção buscasse ampliar o quadro de servidores efetivos. Este é o tema do Papo Político, na CBN Goiânia, desta sexta-feira (8).

Ouça a íntegra.

*** 
E-mail: fabiana.pulcineli@opopular.com.br
Twitter: @fpulcineli
Facebook: fabiana.pulcineli
Instagram: @fpulcineli