O juiz José Carlos Duarte, da 146ª Zona Eleitoral, determinou que o Instagram tire do ar postagem com pesquisa falsa atribuída ao instituto Serpes e contratada pelo POPULAR com intenções de voto em Goiânia. O perfil "Goiânia Mil Graus" utilizou o quadro publicado pelo jornal no último sábado (26), mas com as posições dos candidatos alterada, colocando o ex-governador Maguito Vilela (MDB) na liderança, seguido por Major Araújo (PSL).

A pesquisa mostrou que o senador Vanderlan Cardoso (PSD) está em primeiro lugar, com 22,3% dos votos. Maguito tem 13%, empatado tecnicamente com a deputada Adriana Accorsi (PT), com 13,3%. A ação foi movida pela coligação do pessedista. 

O juiz determinou que o Instagram tire o post do ar em 48 horas, com pagamento de multa de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento. A determinação foi feita à rede porque não é possível identificar o dono do perfil, que tem 100 mil seguidores. O perfil era público, mas foi fechado nos últimos dias.

"A propagação de pesquisa sobre a intenção de votos sem o devido registro e, principalmente, contrária à pesquisa registrada perante a Justiça Eleitoral é irregular. No caso, há caraterização de dados diversos, com existência das combatidas fake news, até porque o administrador do perfil não é identificado", disse o juiz.

O advogado da coligação de Vanderlan, Dyogo Crosara, afirma que outras publicações com informações falsas sobre a pesquisa Serpes também serão alvo de ação na Justiça.

****

E-mail: fabiana.pulcineli@opopular.com.br
Twitter: @fpulcineli
Facebook: fabiana.pulcineli
Instagram: @fpulcineli