Em processo administrativo disciplinar (PAD) instaurado na sexta-feira (19), a Controladoria Geral do Estado (CGE) determinou o afastamento de dois servidores efetivos do Estado que participaram do processo da venda de duas áreas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) à ETS Importação e Exportação, empresa de propriedade de Matheus Henrique Aprígio Ramos, filho d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários