Sete em cada dez goianos são contrários à concessão de rodovias e cobrança de pedágios, aponta pesquisa Serpes contratada pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) no governo anterior, de José Eliton (PSDB). O levantamento foi feito ainda durante o período eleitoral - de 26 de setembro a 2 de outubro - e não chegou a ser divulgado pela gestão estadual.

O blog solicitou o resultado integral da pesquisa por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Foram ouvidos mil usuários em uma avaliação bem ampla do nível de satisfação dos goianos em relação ao estado geral das rodovias estaduais. De acordo com o levantamento, 45,6% dos entrevistados avaliaram positivamente a qualidade das estradas mais frequentadas, enquanto 21% se disseram insatisfeitos ou muito insatisfeitos. Outros 33,4% se colocaram como indiferentes. 

O governo anterior conseguiu aprovar lei que permitiu as concessões e chegou a realizar licitação em setembro, mas não houve interessados. A gestão atual ainda não tem decisão sobre concessões. Na campanha, o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que estudaria modelo de parceria que não inclui cobrança de pedágio.

A pesquisa mostra também que a maioria dos goianos se diz satisfeita com o funcionamento de redutores de velocidade nas rodovias: 42,3% avaliaram positivamente e 33,6% afirmaram estar insatisfeitos. Caiado anunciou no mês passado o fim dos radares móveis para fiscalização de velocidade nas estradas, alegando se tratar de "indústria da multa" e em cumprimento a compromisso de campanha. 

*** 
E-mail: fabiana.pulcineli@opopular.com.br
Twitter: @fpulcineli
Facebook: fabiana.pulcineli
Instagram: @fpulcineli