A força-tarefa do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato afirma que a prisão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) ‘se mostrou imprescindível em razão da recente tentativa comprovada de obstrução das investigações pelos envolvidos’. Segundo os procuradores, o tucano tentou influenciar o depoimento de um corretor de imóveis para não revelar pagamentos e...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários