“Muito obrigado. Tem aquele chazinho meu hoje?”. A pergunta é feita ao copeiro Luciano, que acaba de entrar na sala. “E vamos tomar ou não um suco de abacaxi?” Gracinha Caiado, depois do chá, está no jardim do Palácio, distribuindo pequenas ordens aos seus assessores, a quem chama de amigos. “Trabalham comigo o dia todo, precisa ter essa amizade.” A major Quéren Leles, ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários