O secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo e presidente do Partido Progressistas em Goiás pediu mais 30 dias de licença do cargo ao governador João Dória. Ele está afastado do cargo desde o dia 6 de agosto, quando também pediu licença após ter sido preso em um desdobramento da Operação Lava Jato, que investiga desvios na Saúde em Goiás, em contratos m...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários