Pesquisa do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO) aponta a existência de ao menos 40 obras paralisadas em 21 cidades goianas por falta de repasse de recursos ou por abandono das construções pelas empreiteiras contratadas.A maioria das obras é fruto de convênios com o governo federal (27). Dez são de parcerias com o governo estadual e três de recursos próprios (veja ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários