Secretário de Gestão e Planejamento e à frente do programa Goiás Mais Competitivo e Inovador, Joaquim Mesquita prevê que o Estado ao menos volte à posição de 2015 no ranking nacional de competitividade no ano que vem. Segundo ele, as perspectivas são de melhorias justamente nos dois pilares em que houve maior queda na pontuação de Goiás este ano.  O que explica a qued...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários