Desde setembro de 2017, 127 juízes ou desembargadores de Goiás receberam remuneração líquida mensal superior a R$ 100 mil pelo menos uma vez, extrapolando em mais de R$ 60 mil o teto constitucional do setor público, que é de R$ 39,3 mil mensais. Desse total, 38 magistrados contaram com valores acima de R$ 200 mil e, em 1 caso, o pagamento foi de mais de R$ 300 mil.Se...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários