Em 17 de junho completaram-se três meses desde que o governador Ronaldo Caiado (DEM) suspendeu atividades comerciais em Goiás, via decretos que sempre foram seguidos pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), seu principal aliado político no momento. Em grande parte, o acompanhamento prolongado das determinações estaduais por Iris se deu por orientação das au...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários