Embora o presidente Jair Bolsonaro tenha ensaiado um recuo que não se sabe até quando vai durar, o tom do 7 de setembro foi bastante belicoso.

Pois a temperatura política não parece ter aquecido o Palácio das Esmeraldas. O governador Ronaldo Caiado manteve distância da excitação do aliado e, nas redes sociais, fez uma leve referência ao processo democrático desencadeado pela independência do Brasil. Mas só com alguma liberdade interpretativa seria possível confirmar uma alfinetada no presidente.

É sobre os significados desse silêncio de Caiado que Marcos Carreiro e Caio Salgado tratam nesse episódio 129 do Giro 360.

Curte o nosso podcast? Assine O POPULAR e ajude a mantê-lo no ar.