Três anos de incertezas

Quando a reforma trabalhista foi aprovada, em julho de 2017, os “trabalhistas” (e nesse termo incluo a advocacia, magistratura, procuradores do trabalho, auditores fiscais do trabalho, peritos e os agentes de atuação executiva – profissionais de recursos humanos,…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários