Um ano de sindemia, com profundas marcas biológicas e psicossociais associadas aos mais de 11.828 mortos e 488.897 casos só em Goiás, e a Páscoa não teria momento mais propício para chegar.

Vivenciamos um luto coletivo inigualável. E o luto se refere tanto à morte de pessoas queridas, como às situações em que emergem a sensação psíquica de…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários