Tudo começou em maio de 2016, há exatos 5 anos. O Rio de Janeiro, de joelhos, encaminhou à Secretaria do Tesouro Nacional (STN) seu fluxo de caixa mostrando uma deficiência estrutural de recursos e solicitando (mais um) socorro. Desde o final de 2015 o Estado do Rio agonizava, com serviços essenciais em…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários