Robustecidos pela Lei de Acesso à Informação, os mecanismos de transparência na esfera pública ganham ainda mais evidência, com as ações e investimentos para o combate à pandemia. O ambiente virtual onde se dá a união entre as pessoas durante o isolamento também proporciona aos órgãos de controle externo e à sociedade a devida fiscalização dos atos dos públicos.

Dentro dessa lógica, Goiás se destaca em ranking divulgado ontem pela Transparência Internacional/Brasil, que põe lupa sobre os gastos assumidos face ao enfrentamento da Covid-19. O Portal da Transparência do Governo de Goiás e o CoronaTransp, a cargo da Controladoria-Geral do Estado, obtiveram 84,8 pontos. No âmbito das capitais, Goiânia também se destaca. Ocupa o 2° posto com 83,5 pontos. O levantamento se deu entre os dias 12 e 19 de maio.

Não se trata de um esforço pontual. O controle social deve ser permanente. Contudo, cabe destacar desde já as medidas que asseguram o controle externo e social, feito de maneira efetiva, diante da devida transparência aos atos públicos e à justa aplicação dos recursos no combate à pandemia. Assim se fecha brechas para a corrupção enquanto se garante o mais valioso bem de uma sociedade, que é a vida.