De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, estacionar em filas duplas ou nas calçadas é uma infração grave, com acréscimo de cinco pontos na CNH, multa de R$ 195,23 e remoção do veículo. Para quem fica diante de guia rebaixada para entrada e saída de veículos, a multa é de R$ 130, 16, pois essa é considerada uma infração média. Mas a promessa de prejuízo ao bolso parece não inibir o estacionamento irregular. Carros deixados em flagrante atentado contra do Código Brasileiro de Trânsito compõem a paisagem urbana de Goiânia, revela reportagem nessa edição.

Estudo recente da Confederação Nacional de Municípios põe Goiânia, dona da 11ª maior população do País, como a cidade com a 6ª maior frota de carros do Brasil, com 605,3 mil veículos circulando. Enquanto a média nacional é de 1 carro para 3,89 habitantes, na capital goiana a proporção é de 1 para 2,42 habitantes. Mas o excesso de veículos não pode servir de salvo-conduto para o cometimento de infrações.

Os órgãos de trânsito tentam fazer a sua parte, mas a grande questão é a cultura da população. Não respeitar o direito do outro, nesse caso, além de ser infração de trânsito é um ato grave de falta de cidadania.