Reportagem nesta edição revela que o viaduto da Avenida Perimetral Norte com a Avenida Goiás Norte não vai ficar pronto no prazo previsto, que seria o dia do aniversário de Goiânia. O descumprimento do cronograma também afetará o funcionamento do BRT Norte-Sul, que já havia passado por outra mudança de planos, estabelecendo uma operação mais enxuta com frota menor que a prevista. Investimentos no transporte coletivo são sempre bem-vindos e necessários para oferecer alternativa de qualidade para a população. Resta agora ficar vigilante para que o projeto do corredor de ônibus rápido não seja desvirtuado, oferecendo um benefício muito aquém do custo que ele gerou. Com obras iniciadas há seis anos, responsáveis por grandes transtornos no trânsito e prejuízo a comerciantes, o BRT será entregue com apenas seis ônibus, dos 35 planejados inicialmente. O número de viagens e passageiros transportados será, da mesma forma, muito menor que o que constava no projeto original. A CMTC garante que, gradativamente, haverá aumento da operação, como um todo. Mas a nova notícia, agora de descumprimento do cronograma, traz mais um motivo de preocupação para o funcionamento de sistema tão importante para a capital.