A pandemia acelerou perdas em setores que antes de março já buscavam reequilibrar as operações. Caso do transporte coletivo no Brasil, que, segundo o Anuário da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), deixou de realizar 32 milhões de viagens por dia no auge do isolamento social. De acordo com o levantamento, houve uma perda diária de 1,2 milhão de viagens feitas por…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários