No Setor Serrinha, bem ao Sul de Goiânia, a paisagem vai começar
a mudar graças a uma possibilidade regulamentada em lei, com potencial para fazer multiplicar os locais de lazer na capital.

Segundo reportagem nessa edição, a Praça São Tomaz, na Avenida Rui Barbosa, ficará aos cuidados de duas construtoras com atuação na região. Termo de cooperação entre os parceiros e o Paço foi assinado semana passada, permitindo a exploração para fins de marketing, sob determinadas condições e em caráter temporário.

O primeiro acordo derivado da lei “Adote uma Praça”, aprovada em maio, inaugura uma tendência. A Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação já tem cinco propostas que estão prestes a serem consolidadas em outros endereços da capital.

É sabido que a manutenção de espaços públicos é uma das frentes mais sensíveis no orçamento dos municípios. Em momentos de aperto no caixa, praças, parques, canteiros e outras áreas públicas são vítimas recorrentes do abandono. Esse ciclo provoca afastamento da população, que, roga-se, com o andar da lei, seja interrompido para o bem da cidade.