Goiânia viveu recentemente uma situação um tanto inusitada, com vereadores propondo a ampliação da zona urbana sem a devida atenção exigida pelo tema. Se tivesse avançado, a medida permitiria a construção de moradia para mais
2 milhões de habitantes onde hoje, por força da lei, há zona rural.

Na edição de sexta-feira, como contribuição a esse debate, a seção O Assunto É.. provocou os candidatos ao Paço a refletir sobre a expansão urbana. Porque, se por um lado é essencial planejar o crescimento da cidade para as futuras gerações, por outro é imperativo fazer isso da forma mais transparente e sustentável possível.

Isso porque, sem uma visão de longo prazo, urgências pontuais podem ser tomadas como centrais, desvirtuando a questão estratégica que deve nortear os rumos das grandes cidades.

Nessa edição de fim de semana, após dias de temperaturas recordes na capital, reportagem traz o resultado de um estudo sobre o efeito da queda da arborização nas temperaturas. Trata-se de uma contundente amostra da importância de se conciliar crescimento com o verde. Eis um desafio do qual os homens públicos não podem se omitir.