Cartas dos leitores

“Padre fantasma

Infelizmente, decisão vergonhosa do TCE revogou parcialmente a condenação dada em 2017, obrigando o padre Luiz Augusto, servidor fantasma da Assembleia Legislativa desde 1980 (outra vergonha a quem deveria fiscalizar) a…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários