Trânsito caótico

O trânsito em Goiânia apresenta problemas que com o passar do tempo somente têm se agravado, o número de veículos aumenta, o número de acidentes aumenta, o número de vidas ceifadas aumenta e aparentemente nada é feito. De vez em quando surgem ideias salvadoras, exemplos de outros países, mas que em nossa capital não são utilizados. As ciclovias são uma solução, mas em Goiânia, elas são quase inexistentes, pois ocupam apenas 94 km aproximadamente, isso é ínfimo, embora o discurso em favor delas seja permanente. Outra solução, apresentada por dez entre dez candidatos à Prefeitura, é o transporte público de qualidade, mas entra mandato e sai mandato e o nosso transporte público continua um exemplo de falta de respeito com a comunidade. Agora estão trocando a pavimentação de nossas ruas, mas sem nenhum ou quase nenhum planejamento, a Seinfra e a SMM não se entendem, uma simplesmente fecha uma via e a outra ao que me parece nem sabe, pois não se vê um agente para controlar o trânsito e aí a coisa só deteriora, depois da troca vem a falta de sinalização, mas segundo informações, são necessários 14 dias para a cura do asfalto e nesse período, Deus cuida de tudo, pois o caos se instala. Vejamos: a pista em frente ao Detran já foi recuperada há mais de 14 dias e nada de sinalização, os veículos se colocam na via conforme lhes convém, pois a sinalização não existe e em outras vias também não colocaram a devida sinalização, mas o mais preocupante e que me dá uma indignação, é ver nas Avenidas C-12 e Dos Alpes, semáforos colocados e desligados há mais de ano, equipamentos que serviriam para ordenar o caótico trânsito nessas localidades, e o que piora a situação na C-12, vários estão em rotatórias, que há muito tempo deveriam ser eliminadas de nosso trânsito, em vários setores, pois elas causam mais problemas do que soluções. Bom que os responsáveis pelo trânsito se sensibilizem com essa carta e por favor tomem as providências necessárias para que haja pelo menos uma pequena melhoria em nosso trânsito.

Eduardo Chacon M. Navas

Parque Amazônia - Goiânia

 

Tropa de choque

Tenho acompanhado as sessões da CPI da Pandemia e fico perplexo com a coragem dos senadores governistas integrantes da chamada “tropa de choque”. Quanto argumento fora da realidade. Quanta insensibilidade. Quanta conversa fiada para defender o indefensável. Como revelam desprezo para com os que tiveram suas vidas ceifadas e também para com as famílias enlutadas. É deplorável. Já deram a cara a tapa e sofrerão as consequências nas urnas, aqueles que tiverem a coragem de disputar eleições.

Jeovah Ferreira

Taquari-DF