O gerente do Houston Rockets tentou abafar a indignação que se levantou na China na noite de domingo. O apoio que ele declarou no Twitter aos manifestantes pró-democracia em Hong Kong irritou patrocinadores, mídia e cartolas do basquete de um país que investe bilhões na NBA. A mensagem inicial (rapidamente deletada) do gerente, Daryl ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários