O pastor Light Monyeki de Soshanguve, África do Sul, tomou para si mesmo a missão de provar que seu seguidor era imortal, com uma façanha muito perigosa. Antes de servir garrafas de água contaminadas com veneno de rato, o sacerdote declarou à sua congregação que eles não deveriam temer a morte. “Não precisamos proclamar a fé, porque somos crentes. A morte não tem p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários