O Parlamento Europeu reconheceu nesta quinta-feira, 31, o líder opositor Juan Guaidó como “presidente legítimo interino” da Venezuela. A decisão foi tomada após o fim do prazo dado pela União Europeia para exigir que Nicolás Maduro, presidente eleito, convocasse novas eleições. Os parlamentares da Eurocâmara, uma das três instituições da União Europeia, aprovaram a reso...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários