Na visão de mundo binária de grande parte do bolsonarismo, uma derrota dos conservadores transforma-se automaticamente numa vitória do comunismo.  Ou chinesa, o que, para aliados do presidente, é praticamente a mesma coisa. A lógica repetiu-se à perfeição no episódio da fritura e queda do ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, um dos mais i...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários