O papa Francisco chegou neste sábado à Irlanda, marco zero da crise de abusos sexuais na Igreja Católica, num momento em que a instituição é atacada em várias partes do mundo por não ter protegido crianças ou punido bispos que esconderam os crimes. O pontífice deve se encontrar com vítimas de abuso durante sua visita de 36 horas, e terá "muitas oportunidades" para falar s...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários